plagio_250_x_300.JPG

Confuso, não? Ainda mais quando você cai, de pára-quedas, no meio do tiroteio sem saber o que fazer. Pois foi exatamente isso que aconteceu aqui no site na semana que passou.

Vou tentar resumir toda a ladainha, já que os ânimos estão serenados, a página – espero – virada e com direito a blog deletado.

O banner aí em cima foi criado pelo Alexandre para a campanha contra plágio, na época em que descobri meu terceiro texto sendo usado em outro blog e sem citar a autoria como se o “pseudo-blogueiro” o tivesse escrito. Alguns blogueiros o utilizam e eu, sinceramente, não faço idéia de quantos porque não fico correndo atrás dos meus links. Hoje, para escrever este post, entrei no painel do site para pegar os links e até assustei: achei meu site linkado em blogs que nunca tinha lido!

O conhecimento da minha “não participação” nessa encrenca toda começou dia 21/02, com este comentário de Lord Phoenix, que soube de ambas as campanhas:

phoenix.jpg

Mal o post de Lord foi publicado (exatos 50 minutos), o mentor intelectual da encrenca chega até aqui (mesmo que ele não tivesse deletado o blog, jamais o linkaria no site!) e tem a “humildade de me convidar”:

carlos.jpg

Então, curiosa, corri atrás da história: o tal de Carlos, blogueiro ainda nas fraldas (com dois meses de blog) e, acredito eu, sem a chance ainda de ser plagiado, criou uma campanha anti-plágio no mínimo curiosa: plagiou uma imagem do filme Blade, com Wesley Snipes, para usar como banner (sic), criou um texto com palavras de ordem e certa truculência, tipo “massacrar”,”escorraçar” e, para finalizar, todos os participantes deveriam colocar o link para ele, sem a campanha ter sido lançada, ainda. Uma pré-campanha para sentir o clima e, de quebra, ter seu pagerank na estratosfera. Assim sendo, ignorei o “convite”, pois já disse tudo o que acho sobre plágio aqui e, mesmo assim, eles continuaram, o que me forçou a bloquear meu trabalho com senha.

Mas a história ganhou ares de novela mexicana quando Rodrigo, sem ler suas mensagens na caixa de spam, também postou sobre uma campanha contra plágios, já que ele, assim como eu e muitos, foi alvo de gente desclassificada, incompetente, incapaz de criar e sem a mínima inteligência para escrever por si mesmo. Uma das mensagens que ali estavam era exatamente a do “mentor”. Ao ver que Rodrigo tinha cogitado a idéia de uma campanha, o mesmo veio em cima com palavras agressivas, intimistas e de baixo calão por e-mail enquanto que, nas caixas de mensagens, posava de bom moço. Não somente no Inexistent Man, como em outros blogs. Basta ler este post no “Ela tá de Chico”…

J. Noronha, também escreveu sobre o moleque e ainda descobriu que ele plagiou um artigo do Terra. Ora, se copiou um texto publicado sem citar a fonte, é plágio!

Vários blogueiros deram sua opinião sobre o piti do “mentor” contra o Rodrigo. Ele, então, ainda em tom de ameaça publica sua “aposta”, já perdida, pois ele não foi o primeiro a fazer uma campanha contra plágio… E o blog do “mentor” foi deletado ontem…

a-saida.jpg

E onde eu entro nisso? A Luma, no site do Inexistent Man, colocou o link da campanha e Rodrigo a propalou pela Net… Começando aqui no site:

inexistent.jpg

Hoje, o “mentor” está em casa e, pelo que li, recebendo ameaças por e-mail (???). Historinha surrealista demais para o meu gosto… Será que foi o jeito que ele arrumou para sumir da blogosfera? Bom, se foi isso, nem nesse quesito ele foi original!!!

Só para fechar: Não estou aqui chamando a autoria ou exclusividade de uma campanha que foi criada num momento difícil, com vários textos meus espalhados por aí, sem meu nome. Só acho que há gente demais querendo sucesso, fama – que não existe – e viver de blog, mesmo que seja às custas do trabalho e competência de outros, que sabem escrever.

Estou na Net há quase 3 anos por gostar. Simples assim. Adorava publicar meus poemas, meus contos, até que gente demais se “apropriou” das minhas idéias. Assim, hoje, só escrevo aqui amenidades e outras besteiras pelo simples gostar de escrever e guardo os textos que considero “copiáveis”. O site não me dá retorno monetário algum, aliás, eu é que invisto nele: meu tempo e dinheiro. Não me incomoda ter 2 ou 3 comentários num post, pois tenho como saber quantas pessoas me lêem num dia e de que parte do mundo elas são.

Então, resumindo (Já sei! Eu prometi isso no primeiro parágrafo e este post mais parece um livro), quer escrever? Quer ser “alguém” nessa fogueira de vaidades chamada blogosfera? Escreva algo seu! Busque algo seu para mostrar quem você é. Copiar notícias de grandes portais não é ser “blogueiro”. Copiar dos outros não é ser “blogueiro”. Arrumar briga com gente que realmente faz não é ser “blogueiro”. É ser somente um grande, um imenso NADA…

E chega! Ou quase…

Versão(0): A Tine e seu desabafo sobre a história…


Autoria:
Sandra Pontes


Comunidade do site no Orkut.
Participe.


®
TEXTO REGISTRADO. PROIBIDA REPRODUÇÃO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO. SUJEITO ÀS PENALIDADES PREVISTAS NA LEI 9.610/98 DE DIREITOS AUTORAIS.
PLÁGIO É CRIME! E OS TEXTOS CONSTANTES NA INTERNET POSSUEM UM AUTOR. PENSE NISSO ANTES DE USAR O COPIAR/COLAR.



Posts Recentes:


Comments


This entry was posted on Sunday, March 2nd, 2008 at 8:17 pm and is filed under Bugs de Blogs. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

16 Corajosos!!!


  1. Lord Phoenix on March 2, 2008 8:45 pm

    Prezada, em primero lugar é LORD e não LORDE. Em segundo lugar não tive a intenção de envolve-la nessa encrenca apenas não achei correto a atitude do “blogueiro” Carlos que para aumentar seu pagerank plagiou uma campanha existe, por isso vim até seu blog e comentei o que estava ocorrendo! Solicito esclarecimentos em relação autoria dessa campanha para poder divulgar o devido autor…

    Forte Abraço

    Lord (perdão pelo erro. O nome já foi devidamente arrumado no post),

    Jamais disse que você me incluiu nisso… Só relatei os fatos conforme aconteceram…

    Minha “campanha”, já explicada no post porque foi criada, foi ao ar em 26/04/2007. Contou com a colaboração de mais dois blogueiros:
    Alexandre Costa, webdesigner que fez o banner e Afonso, que revisou o texto original e retirou toda a minha revolta, dando um ar mais “profissional” ao texto.

    O original, publicado em 25/03/2007. O texto foi criado após a descoberta de um plágio e até gerou a inclusão, por dois amigos meus, do termo na Wikipédia.

    E o revisado, publicado em 26/07/2007, que virou uma página no site.

    Não sei se outro blogueiro, antes, fez algo parecido. Nem por isso deixei de escrever o que sinto. O que também achei extremamente desagradável foi a insistência do rapaz em clamar para si algo que é de interesse geral. Quer dizer que, se eu falo sobre limão, ninguém mais pode falar? Oras… Se eu postei a campanha antes dele, não seria EU a ter o direito de chamar para mim a “autoria” da campanha, a invés dele achar que só ele pode fazer algo do tipo??? E ainda vir agredindo, como fez no post dele?

    Fizemos o banner e está lá, para quem quiser usar. Sem estardalhaço, sem críticas, sem cobranças. Fizemos e usamos. Assim como uso ou já usei banner de outras campanhas, inclusive bem mais significativas e válidas, no quesito humanidade, como contra pedofilia, ou pela liberdade de Ana Virgínia, brasileira presa em Portugal, acusada de matar o próprio filho.

    Não quero provar nada… Nem (de novo) chamar para mim a autoria da campanha. Só relatei o que achei dessa confusão toda, inclusive sobre o destempero do rapaz. Aliás, quanto mais gente falar sobre o assunto “Plágio”, melhor! Quem sabe um milagre acontece e esse bando de sanguessugas de textos criem vergonha na cara e parem de copiar o trabalho alheio!

    Abraços

  2. Luma on March 2, 2008 10:48 pm

    Sandra, eu citei a sua campanha não somente no blogue do Rodrigo, mas em outros blogues que são de blogueiros conhecidos meus e que tinham aderido a tal campanha, num alerta indireto para as pessoas estarem cientes de que aquela campanha não era original.

    O que me motivou também a fazer isso, foi para dizer que se ele, o Carlos Lima, pode levar o Rodrigo, a deletar uma campanha, dizendo ser a sua original, porque ele não deletou a dele quando soube da sua campanha?

    Pelos tropeços do Carlos, percebi que ele ia no blogue convidar para a campanha e ficava na espreita da afirmativa ou não, no próprio sistema de comentários – ele não esperava que a pessoa fosse ao blogue dele confirmar uma publicação de texto falando o que era plágio e explicando os motivos da campanha.

    Quer dizer, naquela lista tinham muitos gaiatos também, pessoas que colocam um selo e pronto! Sabem tudo de plágio.

    Onde quero chegar? Uma campanha sem informação. Existem leis que devem ser seguidas e no texto do Carlos, não era citada nenhuma, não havia consistência e outra, o que me assustou mais, foram as represálias prometidas ao plagiador. Se não sabem aquilo era constrangimento ilegal.

    Ele foi ao meu blogue convidar algumas vezes e não aderi a campanha. Para amenizar e ele parar de me perguntar, disse que estudaria a proposta. Conversa de advogado! :)

    Sandra, o nosso judiciário está dando uma excelente resposta a essa indecente prática na web, concedendo, como regra, uma indenização por danos morais da ordem de 25 salários-mínimos, pouco importando se o contrafator tenha agido de boa-fé ou não. Basta que seja provado o objetivo, se ele existe in res ipsa.

    Faça isso com seus textos. E a campanha se inicia na lavratura de uma ata notarial. Não adianta alarde na web. Como você disse isso é marola, poeira que levanta e depois acenta.

    Queremos informação e instrução na maneira de agir!

    Eu sugiro a lavratura de uma ata, para evitar uma perícia futura, por ser cara e ociosa. Além de pleitear a indenização por danos morais e materiais, se esses forem comprovados, o contrafator (plagiador) poderá ser condenado a publicar, por três vezes, em jornais de grande circulação no domicílio de ambas as partes. No caso em questão, onde abriga os blogues ou sites.

    Você também pode iniciar o processo em uma delegacia especializada em crimes na web, neste caso, requeira a instauração do inquérito policial ou termo circunstanciado. Neste caso faça uma cópia em html ou um print da tela constando a data da publicação. Faça também a cópia do seu texto, onde ele está hospedado e a data de publicação.

    Amore, você tem apenas 6 meses para reclamar o seu direito, passou disso e se o contrafator sabe que você sabe da existência dele, ele pode lhe pedir um laudo pericial que ateste que houve a violação, se você não tiver (no caso a lavratura substitue o laudo pericial) acabará você sendo processada. Você não, você tem registro – esse registro dos seus textos, protege também a você. Então, depois mando a conta! :)

    Espero não ter lhe trazido inconvenientes.

    Beijus, Luma

    Está contratada, Dra.!!!

    Que aula, mulher! Vou correr atrás disso, sim! E vou acionar meu advogado para tocar o processo contra um portal que, mesmo avisado, ainda mantém meus textos. Vamos ver no que dá!

    Não trouxe, não, querida. Eu já estou é mais do que de “saquinho na lua” com esse povo sem inspiração ou competência. Só ter quer escrever meus poemas e contos e escondê-los dos amigos já é algo que me dói demais…

    Beijos

  3. Luma on March 2, 2008 10:52 pm

    Aff! Escrevi sem perceber, desculpe a enormidade do comentário! boa semana!

  4. D. Afonso XX, o Chato on March 3, 2008 7:19 am

    Foda, hein? Não bastassem os “papais-mamães” da vida e ainda tem que te incomodar com isso… beijão

    Eu fiquei pasma com a atitude do “mentor”. Brigar por uma campanha como se isso fosse direito só dele.

    É.. Não se fazem mais blogueiros como antigamente. ;)

    Beijos

  5. Inexistent Man on March 3, 2008 12:03 pm

    Sandra, realmente é uma história triste. Fiquei chateado porque o Carlos Lima ignorou meu email de desculpas, se recusou a falar comigo pelo MSN, enfim, me evitou. Eu estaria disposto a desistir da minha campanha – que até naquele momento tinha umas 24 horas de vida apenas, e nenhum blog participante – e apoiar a campanha dele. Mas ele não quis conversa, preferiu me atacar. Com apenas 2 meses de blog, ele deveria respeitar um blog como o meu, que está entre os maiores do Brasil, e tenho 1 ano de blogagem. Poderíamos entrar num acordo. Se fez de durão, quis se fazer de vítima, de autor de algo que não é dele. Sem falar na imagem do Blade, que é plagiada! Ele queria acabar com os vampiros da internet. Que eu me lembre, o Blade não era um vampiro também? Ele aceitou o maior plagiador da internet brasileira na campanha, o Danilo do PortalGM.com. Os meus amigos blogueiros, ao saberem disso, quiseram botas as coisas em seus devidos lugares. Muitos blogs famosos falaram sobre o assunto. Tenho contatos com os maiores blogueiros do Brasil. Eles são meus amigos e sabem que não plagiei algo de um blog com 2 meses de vida. O Carlos, confiante da sua vitória, se propôs a deletar o blog se fosse provado que não usei de má-fé. Pois então isso foi comprovado. Cumpriu com a palavra de “macho” dele e assim o fez. Não quis acabar com a campanha dele, nem o blog dele. Isso é para ele aprender a ser um pouco mais humilde, a ter diálogo antes de tomar atitudes como me xingar e jogar todos contra mim, deixar de ser arrogante e fazer promessa de deletar o blog, essas coisas. Nada disso teria acontecido com um diálogo. Mas vcs puderam ver como ele é falso. No blog dos outros ele vem com aquela educação toda, e depois no blog dele ele xinga sem dó.

    Desculpe por qualquer transtorno com o seu blog. Ele nos serviu de prova que campanhas assim já existem faz tempo.

    Abraços!

    Transtorno algum. Eu acho que serviu para mostrar que exitem aproveitadores no mundo todo, em todos os lugares e que eles ainda estão em determinados segmentos da sociedade EXATAMENTE por esse novo povo, esse nosso triste país assim aceita. E que uma minoria, junta, consegue muita coisa.
    Um dia, quem sabe, as pessoas acordarão e darão um basta em várias roubalheiras, falcatruas, descasos e impunidades.

    Beijos.

  6. TG on March 3, 2008 5:22 pm

    Página virada e vida que segue. Parabéns pelo texto lúcido e esclarecedor.

    Um grande abraço.

    Obrigada, TG. Se aparecer outro “mentor” a gente já sabe extamente o que fazer com ele… rsss.

    Beijos

  7. Dourado on March 4, 2008 2:53 am
  8. Compulsivo on March 4, 2008 10:24 am

    Eu só quero esquecer o mais depressa possível esse episódio lamentável onde infelizmente tomei parte. Bola pra frente…

    []‘s
    Compulsivo

    Até a próxima encrenca você já estará refeito.. E não esquece de me chamar!!! rsrsrsrsrsrsrs

    Beijos

  9. Nilson Barcelli on March 4, 2008 7:10 pm

    Mas que história…
    Sandra, vc atrai os plagiadores como o pára-raios atrai as faíscas…
    A mim acho que não me plagiam. Penso que seja por 2 motivos: porque o que escrevo não tem qualidade e qualquer um o pode fazer dado que não tenho qualquer protecção.
    Acho que já lhe disse isto das vezes anteriores: não se preocupe, porque o seu talento não é plagiável.

    Bom resto de semana, beijinhos.

  10. Tarsis on March 4, 2008 8:39 pm

    Tá. Vamos ver. Eu não li todos aqueles comentários chatos que pareciam aquele tipo de livro escrito no século XVII, que o professor de literatura me obrigavam a ler quando eu era adolescente.

    Certo. Então alguém cria uma campanha contra o plágio, provavelmente a Sandra que é paranóica com isso e ai vai alguém e PLAGIA a campanha?

    hum.

    AHAHAHAHAHAHAhahahAHAH!!!
    HOHOHOHOHOHOHOHO!!!
    AHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!
    E AI.. HOHOHO AHAHAHAH !!!
    DE REPENT..HAHAHAHA


    Isso! Ria bastante…
    :P

    Ahã. Hum. Bem, calma, já me refiz.
    Sobre o que falávamos mesmo?

    Nem lembro mais!

    ® TEXTO PLAGIADO. SUA REPRODUÇÃO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO FOI OBRA DO VIL TÁRSIS. ESSE SUJEITO IGNORA A LEI 9.610/98 DE DIREITOS PLAGIAIS. PLÁGIO É CRIME! LADRÃO QUE ROUBA LADRÃO TEM 100 ANOS DE PERDÃO E QUEM PLAGIA O PLAGIADOR, BOM PLAGIO FARÁ. PENSE NISSO ANTES DE USAR O COPIAR/COLAR. OU NÃO.

    Só complementando: eu diria (ou apostaria) que meu querido amigo imaginário P.H. é seu irmão! Só pode!!! :P

  11. Tine Araujo on March 4, 2008 11:57 pm

    Nossa Sandra, muita gentileza sua colocar meu desabafo ali… realmente, foram meus piores dias na Blogosfera! Graças a Deus passou! Mesmo assim agradeço todo o apoio dado aos meus amigos TG e Rodrigo!!! Obrigada de coração :) Grande beijo e fique com Deus!!!

    Passou, menina… A gente ainda vai rir dsso.

    Beijos.

  12. Juli Ribeiro on March 5, 2008 8:38 am

    Sandra:

    Tenho um blog há quase três anos.
    Também escrevo poesias e textos.
    Cheguei ao teu espaço através do blog da Luma.
    Achei o selo contra plágio muito interessante
    e resolvi saber do conteúdo, porque beleza não é tudo, concorda?
    Já conhecia a campanha do outro blogueiro porque tenho muitos amigos blogueiros que tinham aderido e postado
    o selo dele.
    Penso que no mundo real e virtual, respeito e educação são regras básicas e fundamentais e como está acontecendo no mundo real, no mundo virtual as pessoas também pensam que podem fazer o que quiser e ficar tudo por isto mesmo…
    Mas penso que podemos contribuir para reverter os fatos.
    Gostaria de postar o seu selo no meu blog, ok?
    Se concordar mande uma resposta para mim.
    Um abraço.

  13. alexandre on March 6, 2008 9:12 am

    Crianças, plágio é crime! E é bem diferente de ter filhos gêmeos…

  14. Alexandre Pinheiro on March 17, 2008 10:52 pm

    ha tempos q não vinha aqui, desde que te enchi os pacová com meus papos, justamente sobre plágio
    e eis q volto e eis q aí está novamente essa história
    não entendi direito oq houve agora, mas tbm não me esforcei
    pra mim basta a confusão que fiz contigo, espero não mais conseguir fazer outra “bananada” daquelas
    finalmente troquei a cara do blog, e tudo graças às suas dicas
    o site do Pannasmontata finalmente disponibilizou um template para o blogger beta (q é oq existe agora) e finalmente “entrou”
    é por isso q os demais não entravam e vc, naquela mão q me deu, não conseguiu descobrir pq não ia … realmente não iria de qq jeito
    eu ainda me ressinto de tuda confusão q criei
    espero um dia possamos esclarecer isso
    nessa troca de template perdi o banner da tua campanha e nem sei mais como devolve-lo .. perdi muita coisa q tinha no antigo modelo .. mas ao menos a cara agora tá diferente dos blogspots … :-)
    bom … espero voltar comentar poraqui
    eu tava sumido, mas no geral
    grande abraço

    Na próxima “mexida” no blog você entra no modelo, seleciona T.U.D.O. e copia num bloco de notas para salvar como backup ANTES de mudar o template…

  15. Nuno Santos on April 12, 2008 10:12 am

    Li aí o seu artigo e tentei fazer alguma coisa também.
    Se há coisa que fico bruto é com cópia e, sem querer também plagiar a idéia, dê lá um ‘salto’ no meu Blog e me diz qualquer coisa, por favor.

    Brigadão!

  16. Amaro Moraes on January 4, 2009 10:51 am

    Pessoal:

    Remeto-os à leitura de duas notícias que tratam sobre o assunto.

    Presentemente tenho logrado diversas vitórias no campo judicial.

    Quaisquer dúvidas, em o desejando, contatem-me.

    Saudações!

    Amaro Moraes e Silva Neto

    http://www.conjur.com.br/static/text/63019,1

    http://www.conjur.com.br/static/text/52958,1

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney