Dois anos. Espaço imenso para que muitas mudanças ocorram. Mas pequeno demais para que outras pessoas o ocupem.

Espaço onde amenidades não suplantam confissões e aventuras. E onde se aprende que as batidas do coração, outrora fortes, ainda mantêm essa mesma força, essa mesma intensidade.

Tempo demais para saudades. Para a vontade de ficar perto. E compreender que nada e nem ninguém substituem a alegria, as gargalhadas por “erro de número” ou pelo simples fato de existir.

E é quando chega a hora de aprender que silêncios não significam “não”. E que aceitar o máximo possível oferecido é do tamanho exato do que se pode retribuir.

Tempo suficiente para que encontros ocorram, estradas aproximem, distâncias unam. Onde palavras não ditas ganhem força. E, quando proferidas, emocionem da mesma forma como se fosse a primeira vez.

Faixa limítrofe que divide o gostar e o amar. E sabendo que o tempo não vai matar, jamais, o que o coração guarda.

Autoria: Sandra Pontes

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.



Posts Recentes:


Comments


This entry was posted on Saturday, April 19th, 2008 at 12:01 am and is filed under À parte. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

3 Corajosos!!!


  1. Meulirico on April 19, 2008 5:28 pm

    A que/quem exatamente você se refere neste post??


    Curiosidade mata… Falando nisso, mata a minha, respondendo o e-mail.

  2. Dourado on April 21, 2008 3:21 pm

    Oi, peguei um widget do teu site (Quem me linka), vou testar

    quanto ao texto,

    adjetivo, adjetivo, advérbio + adjetivo…

    inté

  3. Edu on April 23, 2008 9:45 am

    Putz, que linda declaração – ainda mais com trilha sonora! :-)

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney