armenia.jpg

Imagem: Aracy Balabanian – D. Armênia – Novela Rainha da Sucata


… Só muda o nome e endereço.
Quantas e quantas vezes ouvimos isso? E, em todas, balançamos a cabeça numa aceitação tácita, damos risada, sorrimos ao lembrarmo-nos de “alguma” que nossa querida progenitora aprontou. Ontem, minha querida mammy deu-me mais um motivo para juntar suas pérolas e publicar…

A Indiscreta

Estávamos no caixa de um grande supermercado. A moça, sentada. Minha mãe olha aquela barriguinha bem saliente e solta:
- Que lindo! Para quando é o neném?
Deu até frio na espinha o olhar que a caixa lançou… Com a voz mais gutural imaginável vem a resposta seca:
- Não estou grávida.
Ao sairmos, ela banca a inocente ofendida:
- Mãe… Que coisa! Não devia ter falado isso!
- Oras! Quem mandou ela engordar desse jeito!?!?!?

Santa Xeretice, Batman!

Como tenho trabalhado até mais tarde há mais de dois meses, eu e o Léo jantamos na casa dela. De lá, rumamos para casa. Mas como ainda é época de alcachofra e eu a Rebecca adoramos, cozinho uma ou duas para comermos aqui em casa. Panela, pote com tempero e garfo ficam sobre a pia, para que a empregada limpe na manhã seguinte. De manhã, após eu sair para o trabalho, ela chega. E vê a panela. A primeira pergunta que ganho, depois do “boa noite” é:
- O que você cozinhou ontem à noite???
- O que??? (resposta rápida e padrão para eu ter tempo de assimilar a invasão de privacidade, respirar fundo, engolir a resposta e colocar o sorriso mais amarelo do mundo na face).
- O que você cozinhou ontem à noite???
- Alcachofra…
- Hhhhaaaammmmm…
Ou seja, se eu resolver fazer um jantarzinho, assim, íntimo e pessoal, ou lavo tudo antes de dormir, mais tardar de manhã cedinho, ou jogo tudo – pratos, talheres, copos – no lixo antes dela ver…

Controladora

Não ando com cartões de crédito e banco nem dinheiro na bolsa. Fica tudo guardado e, na carteira, “troco de pinga”. Outro dia saquei dinheiro, mas esqueci de guardar. Pedi que ela guardasse que eu pegaria à noite e levaria para casa. Ela contou quanto tinha, só pode…
Fui pagar sei-lá-o-que e rolou o seguinte diálogo:
- Filha… Precisa pagar x reais para fulano.
- Preciso ver se tenho dinheiro em casa, mãe…
- Nossa! Você já gastou todo aquele que sacou outro dia????????
- …

Turca!

Coisas provisórias são um saco. Vira-e-mexe você tem que trocar.
A troca da vez foi as camas. Se o Léo deitasse na dele – portas de ambos os quartos fechadas – eu, do meu quarto, a ouvia ranger. O inverso também…
Domingo entrei no site de um grande magazine e comprei duas box: solteiro e casal. O site dava 3 dias úteis para a entrega. Pois é… Adiantaram um dia. Foi uma correria só. 16h50 e o Léo me ligando desesperado, minha mãe debaixo do chuveiro, as camas antigas armadas ainda… Sabe a expressão “saco de gato”? Aqui foi igualzinho… Uma zona! E chama o zelador para desmontar a minha, depois a do Léo. Foi bem nessa hora que descobriram que a cama de solteiro cabia no elevador, mas a de casal, não.
Foram 11 – onze – andares subindo com a cama pela escadaria do prédio. Eu? Acompanhando tudo pelo telefone, do serviço… Chego na casa dela, ainda carregada de eletricidade pela correria e:
- Filha… Que sufoco.
- Imagino…
- O interfone tocando. Telefone tocando. Eu, molhada.
- Deve ter sido coisa de doido.
- E foi! Pior foi os moços subindo com a sua cama. Magrelinhos os meninos…
- E quanto você deu de caixinha para eles, mãe?? (Claro que eu iria reembolsá-la)
- Nada…
- Como assim, “nada”? Os caras subiram onze andares com essa cama pesada, mãe e você nem deu uma graninha para a cerveja?
- Ai, filha… Eles nem ligaram. Até falaram dos filhos, os nomes. Sairam sorrindo… (Claro! Rindo porque vão sujar meu nome mais que o SPC! Nunca mais a loja vai querer entregar um grampo de cabelo para mim…)

Então, se sua mãe faz almoço e entope você de comida, controla suas ligações, conta seu dinheiro, olha dentro de suas panelas, faz chantagem emocional, saiba que não está sozinho(a). Você só faz parte de uma imensa legião de filhos possuidores de mães extremamente zelosas, amorosas, solícitas, queridas, amadas e sufocantemente xeretas!

Autoria: Sandra Pontes

Comentários & Sugestões: sandra@sandrapontes.com


®
TEXTO REGISTRADO. PROIBIDA REPRODUÇÃO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO. SUJEITO ÀS PENALIDADES PREVISTAS NA LEI 9.610/98 DE DIREITOS AUTORAIS.
PLÁGIO É CRIME! E OS TEXTOS CONSTANTES NA INTERNET POSSUEM UM AUTOR. PENSE NISSO ANTES DE USAR O COPIAR/COLAR.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.


Comunidade do site no Orkut.
Participe.



Posts Recentes:


Comments


Comments are closed.

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney