Às vezes me pego numa inércia latente, uma sensação estranha de abandono, apatia extrema. De repente, como que movida por algo invisível, um estímulo sem cor, forma ou cheiro, vem a vontade de viver tudo ao mesmo tempo. Com urgência.
Senti esta urgência quando li “Depois parou”. A ultima frase de “Virgínia Berlim”, de Luiz Biajoni.
Quem pensa que é um livro leve com uma historinha babaca, não leu com atenção. Não parou, no meio, para respirar fundo e pensar que poderia acontecer consigo ou amigo próximo.
A história, mais que uma narrativa masculina e apaixonada, mostra como muitas vezes expressamos silenciosos pedidos de ajuda. E ninguém os ouve. Nem nós mesmos.
Mais que preso num apartamento o narrador se prende ao amor. E é nele, no pequeno apartamento, que vivemos VB.
E onde encontramos um pouco de VB dentro de nós mesmos.


Autoria:
Sandra Pontes


®
TEXTO REGISTRADO. PROIBIDA REPRODUÇÃO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO. SUJEITO ÀS PENALIDADES PREVISTAS NA LEI 9.610/98 DE DIREITOS AUTORAIS.
PLÁGIO É CRIME! E OS TEXTOS CONSTANTES NA INTERNET POSSUEM UM AUTOR. PENSE NISSO ANTES DE USAR O COPIAR/COLAR.



Posts Recentes:


Comments


Comments are closed.

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney