storm_by_himmado.jpg

Imagem: Storm – Himmado – Devianart

Você já sobreviveu a uma enchente?

Você primeiro sente o vento. Mais forte que o normal, mas acha que é só uma brisa valentona. E você olha no céu e vê grandes nuvens escuras se amotinando e começa a pensar que talvez, de alguma forma, esse motim vai atingir você.

O sol se rende e se esconde com medo dos primeiros raios que cortam o céu. E você corre para tirar as roupas do varal, fechar as janelas e portas. E espera… As primeiras gotas grossas de chuva chegam junto com um mais um relâmpago e o som, próximo demais, de um trovão.

O que era para ser, inicialmente, uma chuva, vira tempestade em poucos minutos.
As bocas de lobo não dão vazão a imensa quantidade de água que cai e as ruas começam a acumular poças, que viram rios e, quando você menos espera, há um mar onde antes era asfalto. Os carros ficam mergulhados, a correnteza formada arrasta um ou outro e você vê algumas pessoas ilhadas.

A água começa a entrar em sua casa e o desespero bate. É uma correria alucinada na tentativa de salvar qualquer coisa que seja. Joga eletrônico em cima do armário, levanta tapete, cadeira, sofá, lixeira. Cata roupa que bóia, lamenta a comida perdida. Coloca a mão na cabeça e tenta entender o que a natureza tem contra você, por trazer tanta dor, em tão pouco tempo.

A chuva amaina, a água baixa.
E a lama fica em sua casa. Assim como os cacos de móveis, louça, roupa. E vem a hora de contar o prejuízo, lavar e secar o que sobrou. E recomeçar.

E foi exatamente isso que aconteceu em minha vida: uma enchente. Muito barulho, eletricidade pura, muita água. No primeiro momento minha atitude foi esbravejar contra a natureza, gritar, chorar. Depois veio a inanição, a apatia, o desalento.

No final, nada mais me resta a não ser retirar a lama, limpar tudo, colocar as coisas no lugar. E estou fazendo isso. Limpando a minha vida. Juntando os cacos. E esperando que tenha sido a última enchente.


Autoria:
Sandra Pontes


Comunidade do site no Orkut.
Participe.


®
TEXTO REGISTRADO. PROIBIDA REPRODUÇÃO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO. SUJEITO ÀS PENALIDADES PREVISTAS NA LEI 9.610/98 DE DIREITOS AUTORAIS.
PLÁGIO É CRIME! E OS TEXTOS CONSTANTES NA INTERNET POSSUEM UM AUTOR. PENSE NISSO ANTES DE USAR O COPIAR/COLAR.



Posts Recentes:


Comments


This entry was posted on Sunday, February 10th, 2008 at 10:30 am and is filed under À parte, Minha Opinião (ou Minhas "Achices"). You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

3 Corajosos!!!


  1. Allan on February 10, 2008 3:19 pm

    Essas enchentes quase nos destroem, mas, por outro lado, nos fazem sentir vivos e nos ensinam a sobreviver e andar avante.

    Um dia o sol brilhará. Você só precisa sobreviver.

    Beijoca.

    Estou tentando… 🙁

    Beijos

  2. gugala on February 12, 2008 8:59 am

    Toalhas secas sempre ajudam.
    Em todos causos sempre ouvi:
    -Passa antes de casar…

    …de novo.

    Bj seco

  3. Marcos on January 10, 2009 4:36 pm

    limpe tudo mas não junte os cacos. peças formadas por cacos colados tendem a quebrar com facilidade. arranje coisas novas. a vida nunca mais vai ser igual era. mas se vc caprichar bastante, talvez ela possa ser melhor.

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney