“Desabafo”

Às vezes sinto uma necessidade imensa de falar… Não bobagens, coisas do cotidiano, mas sentimentos que tenho, sonhos, desabafar angústias, dividir algum plano.
Nem sempre encontro uma pessoa disposta a ouvir. Meus problemas sempre parecem menores do que a pessoa possui ou fúteis demais para quem vai ouvir ou, pior, “esquecíveis ao amanhecer”. Então me calo.

Talvez por isso tenha desenvolvido a fissura por escrever, que me acompanha desde a adolescência. Acho que é um defeito genético, pois minha irmã e meu primo distante escrevem. Numa dessas, uma antiga amiga de minha irmã identificou-me como uma “Pontes” pela escrita e disse que só poderia ser irmã de quem sou, já que escrevemos igual. Não saberia comparar. Ela nunca me deixou ler nada dela…

Sempre digo que quando falo de mim – na 1ª. pessoa – sou prolixa… Perco-me nos pensamentos e, ao mesmo tempo, tenho uma gana violenta de escrever todas as frases que, rapidamente, cruzam a mente.

Esta semana estou assim… Querendo, desesperadamente, escrever. Sobre mim.


“Amigos e Outras Coisas”

Confesso, sem medo, que tenho raríssimas amigas. Mas tenho dois amigos maravilhosos. Um, pertinho, trabalha comigo. Outro, mais longe, cuida de mim. O de perto é amigo recente. O de longe, para quem me lê há mais tempo, sabe que é um amor antigo, de 25 anos, que voltou, não deu certo, mas que não me deixa, me dá força, carinho, atenção. Mas ambos ouvem-me. Dividem comigo os problemas. Um atua mais no meu lado profissional, mas tem uma paciência de Jó para ouvir meu choro. Fica até bravo com meu destempero nos problemas do serviço, mas basta chacoalhar o pacote de adoçante para um café que eu “derreto toda”, mesmo com os tapas, beliscões e rasteiras que ganho dele! Contrabalanceando, o mais distante não deixa de me ligar uma vez por semana, ao menos, para trocarmos nem que seja um “oi”. Meu amigo “fofo” (ele odeia quando eu o chamo assim) está perto e longe. Mas uma coisa que não vou esquecer jamais foi ele aparecer no velório do meu pai, mesmo deixando de lado o trabalho, os compromissos. Estranho eu me lembrar disso hoje… No dia do velório ele me contou que estava dentro do carro, na garagem, saindo para a empresa, quando foi impelido a voltar para casa e ler seus e-mails. O meu, avisando de meu pai, estava lá… Foi só o tempo dele desligar o computador e rumar o carro em sentido contrário, parando aqui para ficar perto de mim.


“Alfinetando Para Aliviar”

E porque estou falando tudo isso? Sei lá… Talvez porque esses dois têm segurado minha barra esses dias. Talvez porque ambos me conhecem realmente, e não criaram imagens idealizadas sobre mim. Conheceram-me do jeito exato que sou, com minhas crises de infantilidade, de fúria, de insensatez, de amizade, de risos. E, apesar e acima de tudo, gostam de mim pelo que sou na totalidade e não em pedaços, do tipo “olha, desse seu lado eu gosto, desse não” ou “nesta situação (ou lugar) você age de um jeito, em outra (ou outro) age diferente”.

Pode ser que a falta – ou fim – de um envolvimento emocional mantenha-nos unidos. Não há cobrança, crises de ciúmes de minha própria sombra – mesmo ela morando em outro estado (!!!) – ou disputas. Não há amigos de mais ou de menos no meio do caminho. Não há festejos, gracinhas que magoam, nem brincadeiras que desmereçam meu pedaço de chão.

E eu, novamente prolixa, me perdi no que comecei…
Uma vez fiz uma descrição exata sobre mim e fui tão plagiada que nem me atrevo a publicar novamente, mas sou daquele jeito. Bomba-relógio sem cuco pronta a explodir. Muitas vezes me seguro – e só Deus sabe como eu consigo – mas outras… Sou uma pessoa simples (não simplória) que não se vangloria do pouco que tem, como se isso me tornasse melhor ou diferente. Não ofendo as pessoas simplesmente por terem nascido fora do meu estado, como se o meu fosse melhor. O meu, ao menos, não tem guerra de traficante e chuva de balas todos os dias em todos os lugares…
Minha vida não é uma festa todos os dias. Eu trabalho e muito para sustentar minha família. Trabalho porque gosto, porque preciso e porque não vou, jamais, depender de homem algum. Trabalho porque me sinto útil, de alguma forma. Trabalho para que eu possa sustentar, com meu INSS, um bando de gente que gasta sua aposentadoria em cerveja (Vixeee… Doeu, foi??).
Minha vida é simples (repito) e luxo, mimos e carrões não me ganham ou impressionam. Aliás, me tornam rude quando o assunto é dividir despesas.
E, só para constar, SP concentra os melhores restaurantes. Sinal de que paulista sabe, sim, cozinhar. E ainda consegue encontrar o caminho, tanto de casa, quanto desses restaurantes.
E me colocar como “cobaia” em experiências ou testes comportamentais ou simplesmente me provocar para ver qual a minha reação vai ser uma viagem nada confortável… E chega!


“Amigos e Outras Coisas”

E vocês, malucos lindos que suportaram ler tudo isso até aqui, um beijo imenso! Perdoem, mas se eu não soltasse isso tudo, me envenenaria.
Os três posts dessa semana foram meu desabafo, minha maneira de falar tudo o que eu precisava, o que estava engasgado.
Para compensar vou deixar um vídeo. Para o pessoal mais experiente e que gostava dele matar as saudades. Aos mais novos, que nunca ouviram falar dessa voz, das letras, da mensagem cifrada que havia nos tempos da nossa querida ditadura, apresento Taiguara. E se não conseguir ouvir aqui, o link:

Youtube


Autoria:
Sandra Pontes


Comunidade do site no Orkut.
Participe.


®
TEXTO REGISTRADO. PROIBIDA REPRODUÇÃO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO. SUJEITO ÀS PENALIDADES PREVISTAS NA LEI 9.610/98 DE DIREITOS AUTORAIS.
PLÁGIO É CRIME! E OS TEXTOS CONSTANTES NA INTERNET POSSUEM UM AUTOR. PENSE NISSO ANTES DE USAR O COPIAR/COLAR.



Posts Recentes:


Comments


This entry was posted on Tuesday, February 12th, 2008 at 11:21 pm and is filed under Minha Opinião (ou Minhas "Achices"). You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

11 Corajosos!!!


  1. Erika on February 13, 2008 6:42 am

    “A voz, a fome, a flor, o fim do mundo”…..

    “Mãos desconhecidas”……

    “Eu não queria a juventude assim perdida… eu não queria andar morrendo pela vida…. eu não queria amar assim como eu te amei”

    Amo Taiguara, já fui num show dele com a cara inchada, de cisos arrancados, e cantei até sangrar, e berrei aos brados esta aqui:

    Viagem – Taiguara

    Vai abandona a morte em vida em que hoje estás
    Ao lugar onde essa angustia se desfaz
    E o veneno e a solidão mudam de cor
    Vai indo amor
    Vai recupera a paz perdida e as ilusões,
    não espera vir a vida às tuas mãos
    Faz em fera a flor ferida e vai lutar
    Pro amor voltar
    Vai faz de um corpo de mulher estrada e sol
    Te faz amante
    Faz teu peito errante
    Acreditar que amanheceu
    Vai corpo inteiro mergulhar no teu amor
    E esse momento, vai ser teu momento
    O mundo inteiro vai ser teu, teu, teu

    Mondibeijos San

  2. Luma on February 13, 2008 4:50 pm

    Sandra, eu tenho uma explicação para a frase que escreveu “Uma vez fiz uma descrição exata sobre mim e fui tão plagiada que nem me atrevo a publicar novamente, mas sou daquele jeito”: No fundo todo mundo é igual e não é que os seus problemas são menores, é que você tem esse jeito de querer resolver tudo sozinha e vai deixando que os problemas dos outros tomem dimensão maior. Na verdade, cada um se expressa e acredita no que quer. Sobre testar pessoas, isso é golpe baixo. 🙂 Fica bem, fiota!! Beijus

    Eu sei… 🙁
    Por isso a mágoa. Mas vai passar…

    Beijos

  3. Juliano on February 14, 2008 9:24 am

    Uuuufffff!

    Isso sim, é desabafo…

    E que alfinete-de-Itu é esse, hein? 😛

    Em todo caso, tens minha torcida sempre, Sandrex!

    Grande abraço,

    Juliano

    Jujuba
    Se a alfinetada foi de Itu, foi agulha de punção!!! hahahahahaha
    Mas estou melhor.

    Beijos

  4. Joao Reis on February 14, 2008 1:12 pm

    oi San,

    sou um bom ouvinte. se vc precisar de mais um na equipe, fico honrado.

    abraço fraterno

    João… Já te disse que te adoro?? 😉

    Beijos

  5. Tina on February 15, 2008 1:10 pm

    Sandra,

    Faz muito bem colocar para fora o que se sente, e você o faz de forma excepcional. E eu amo Taiguara, obrigada pelo video.

    bom fim de semana,

  6. Tarsis Salvatore on February 15, 2008 1:17 pm

    Não entendi nada.

    Bem, mais ou menos, mas dentro de um amplo espectro de compreensão que é o que você precisa.. um pouco somente é… como nada. E nada, você sabe, é nada.

    Uma coisa que eu também não entendi: afinal, você trabalha demais e gosta, ou trabalha demais porque precisa?

    E não me venha com feminismo reprimido. Esse papinho de “não dependo de homem” não cola. Se não fosse o seu pai, você não estaria aqui agora. Viu? todo mundo dependeu de um homem um dia. E ainda tem o carteiro, o porteiro e mais um monte de homens, sendo o pior de todos: o chefe!

    ® TEXTO DESBAFADO. PROIBIDO BAFO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO. SUJEITO ÀS RECLAMAÇÕES PREVISTAS E IMPREVISTAS, JÁ QUE UM DESABAFO É POLIXO.
    CRIME É CRIME! E OS TEXTOS CONSTANTES NA INTERNET POSSUEM UM AUTOR – O COMPUTADOR. PENSE NISSO ANTES DE USAR O COPIAR/COLAR E A TECLA PRINT SCREEN PARA IMAGENS, CLARO! DEPOIS LEVA NO PHOTOSHOP….

  7. gugala on February 15, 2008 3:47 pm

    O negócio é já chegar com os testes prontos, registrados em cartório.
    Fique bem! Manda lá.
    bj

  8. Nilson Barcelli on February 16, 2008 7:28 am

    Acho que faz bem em desabafar.
    Quando conheci o seu blog, vc estava numa fase completamente diferente. Isso já terá sido há uns 2 anos atrás, mas ainda me lembro de comentários brincalhões, que eram originados, certamente, pelos posts bem humorados que vc escrevia (e eu também, muito provavelmente).
    Hoje, vejo a Sandra muito diferente. Não é melhor nem pior, só diferente. Mas sei que em todo este tempo muitas coisas lhe aconteceram. Boas e menos boas. Não será por acaso que se lembrou do seu pai neste post.
    Mesmo concordando que vc é uma bomba relógio pronta a explodir, também sei que, sendo simples, a Sandra é uma pessoa riquíssima. Não de dinheiro, mas em qualidades e saber. Se o seu dinheiro fosse o equivalente ao valor da sua pessoa, a Sandra teria uma das maiores fortunas do mundo…
    Exagero meu, pois claro, mas tendencialmente verdade, já que a admiro como pessoa.

    Bom fim-de-semana, beijinhos.

  9. Derson on May 19, 2009 9:26 am

    olá meus queridos antes de tdo venho paranebilizar sobre ese sit que é uma maravilha,pessoas esperientes muito bom mesmo!!!!

    mas o que eu venho é desabafar ,sabe eu sofro desde criança pois sou umilde grasas a Deus e pobre .hoje em dias por meu jeito afeminado , porque sou uma pesssoa bem calma as pessoas ficão com raiva qando eu falo,converso,e pra ser cinsero eles me desprezão!!!
    sabe ñ sou santo nada apenas um ser humano com alguns defeitos,eu me esforsso para ser um bom amigo mas as pessoas ñ sabem retribuir!!
    gostaria de um conselho pois até eu tenho raiva do meu modo de falar e jeito ñ sei se é por causa das pessoas ou por min.
    desde já agradesso e obrigado!

  10. Carla Cristina DA SILVA on January 7, 2011 10:41 am

    me ajudem por favor namorei com um cara 1ano e 3 meses,o nosso relacionamento foi uma bosta ele era muito ignorante e ciumento acreditava em tudo o q os outros falavan,num certo dia trai ele, aí ele descobriu e terminou com migo temos 3 meses q estamos terminados so q ficamos de vez em quando mais foi sempre eu q procurei so q eu arrependi de tudo o q eu fisso ele fala q me ama mais num tem como voltar pq ele diz q ta muito magoado ele sempre me humilhou muito.Tem 2 meses q eu num procuro ele, e ele ta com uma vagabunda so me maltratar o q fasso pra mim ter ele de volta sei q eu errei so q tenho esperanças dele voltar a me procurar.

  11. Marcela on March 24, 2011 5:08 pm

    Sou mulher preciso de uma amiga sincera que gostaria de desabafar e ajudar por igual, não é nada fácil conviver com amigos próximos mas na hora que vc mais precisa dá as costas, gosto de pessoas do bem. Que pensa do mesmo jeito. lembrando que é amizade. Pessoas que é a favor da felicidade de um casal que não consegue aproximação um com outro.
    loira_hiperlegal@hotmail.com

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney