Nesses dias de “molho” descobri que serei uma idosa insuportável caso seja necessário que eu fique de cama, impossibilitada de me locomover. Não. Não estou chegando à idade senil, antes que alguém pergunte! Mas que é um saco ficar dependendo dos outros, é! Mas, deixando as reclamações de lado, vamos aos acontecimentos.


Dia 07 – O Dia

Quem convive comigo sabe que sou, assim, estressadinha por natureza, porém, por incrível que pareça, dormi bem e nem tive muito tempo para pensar sobre a cirurgia. Chegamos ao hospital até mais cedo do que pediram. Adivinha quem nos levou, minha irmã e eu? Claro que foi o Jairo! E no dia seguinte foi buscar. Quando a enfermeira chegou para as primeiras medições tivemos a absoluta certeza de que alguém, lá do “andar de cima” tinha providenciado um baita sossega-leão para mim, se não, como explicar a pressão arterial 10 X 6 e os batimentos cardíacos a 47 por minuto (uma bradicardia danada de boa)? Isso sem contar o sono e a fome que me dominaram. Às 16h, já vestidinha de camisolão e pronta, levo meu primeiro “boa noite Cinderela”. Quinze minutos depois estava tão dopada que não me lembro de nada com certeza… Para falar a verdade, se alguém achou estranha a resposta de algum torpedo, peço perdão. Não lembro direito. Vi os recados e respondi mesmo grogue. Só na manhã seguinte recuperei minha capacidade cerebral normal: 50%.


Dia 08 – O Dia Seguinte…

Mas nada com voltar para casa, descansar, assistir ao DVD da cirurgia. Eu ia disponibilizar no Youtube, mas, se eu fizesse isso, muita gente desistiria da operação, podem ter certeza. E eu seria uma delas! Vamos resumir o que vem a ser “tirar a vesícula”: imagine você colocando uma bexiga dentro de uma garrafa pet deixando só a “boca” para fora. Jogue algumas pedrinhas e água dentro desta bexiga. Agora, tente tirá-la de dentro da garrafa, pela boca. Isso. Puxe bastante. Conseguiu? Então tire a água (ou a bile), mas deixe as pedras… Puxe de novo! Não saiu? Pois é… Agora eu sei o porquê dos 5 pontos e a dor insuportável! Tá! Eu não vou contar a parte em que o bisturi fez um corte no fígado nem do aparelho de cauterização usado para fechar este e os outros cortes internos…
Ok, nem tudo foi ruim. Fiz duas operações pelo preço de uma! O doutor achou uma hérnia quando abriu o corte no umbigo e fez o reparo. E fiquei livre, finalmente, de 7 (SETE) pedrinhas…
O difícil mesmo é expelir o ar que eles jogam dentro da cavidade abdominal para “inflar”. Esse ar dói até o pescoço. E não sai… Para ajudar, descobri que sou alérgica ao micropore, aquele esparadrapo chique e caro! O que usar no lugar? Band-aid. E pomada antialérgica. Em todos os 14 pontos espalhados em 4 cortes.


Dia 09 – O Dia Muda, Mas A Dor…

Sim. Ainda estava inchada e com dor. O ar ainda não saiu. Nem com remédio. E dá-lhe antibiótico, antiinflamatório e analgésico. Ainda bem que ninguém falou comigo. Com dor, coceira, inchada e sem poder comer muito, eu nem mais falava, só rosnava…


Dia 10 – Um Dia Menos Pior

A dor está cedendo. Tanto que já pude sentar-me aqui e escrever. Não do jeito que eu gostaria de escrever ou que eu achasse legal, mas é o máximo que consigo. Amanhã, se a dor foi fraquinha, devo voltar a trabalhar…
Mas, fazendo as contas, tanto de cirurgias quanto de cicatrizes na região abdominal, vou jogar para a próxima encarnação qualquer intervenção estética – lipo, implante de silicone, etc. Já tenho uma da apendicite, uma do parto e agora mais 4 furos, isso sem contar a da correção de miopia, ou seja, estourei o limite. E não vou querer aumento!

E antes de fechar o relato:
Obrigada, de coração, às orações, vibrações, telefonemas, e-mails, torpedos, recados e posts.
Obrigada por serem meus amigos.
Amo vocês.

coracao02.gif


Versão (0):
Como vocês escrevem!! Há 56 posts novos para eu ler. Vou, devagar, atualizando as leituras… Beijos.



Posts Recentes:


Comments


This entry was posted on Sunday, December 10th, 2006 at 7:08 pm and is filed under À parte. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

14 Corajosos!!!


  1. Júnior on December 10, 2006 7:15 pm

    Eu estava esperando este retorno com muita ansiedade. Já tinha visto, pelos recados do post anterior, que tudo correra bem. Fiquei tranqüilo e feliz. Agora estou mais feliz. Boa volta não, ótima volta e excelente recuperação. Estarei aqui fazendo apenas o que serei capaz: torcer.
    Beijo.

  2. Mauricio on December 10, 2006 8:04 pm

    Sandrinha, que bom que ao final tudo correu bem! Beijos meus e do Edu!

  3. Yvonne on December 10, 2006 8:28 pm

    Minha linda fofíssima, fiquei navegando agora na Internet e compareci no seu cafofo quase que por acaso porque não poderia imaginar que você já estivesse na ativa. Quanto à mim, nem precisa aparecer no meu cafofo. Só quero que você se recupere. Esquece por um tempinho que eu existo. Beijocas minha linda.

  4. Dourado on December 10, 2006 9:37 pm

    Lembrei um pouco quando eu fui atropelado por uma vaca. Na garupa duma moto. Não, eu não guardo rancor dela. Era uma vaca mesmo, rsrs.

    San, vc já pensou no Guinness Book of Records de cirurgia?

    Beijos, you’re very, very welcome!

  5. Anna on December 11, 2006 7:21 am

    Que bom que tudo saiu bem!!!
    Espero que já esteja sem dor hoje… Adoro-te!
    Mandei torpedo no dia, recebeu?

    Beijo muito grande!

  6. Clodoaldo on December 11, 2006 9:32 am

    Vá se cuidar mulher! Deixe seus leitores sedentos por posts seus, assim valerão mais quando você estiver 100%!

    Muito bom que deu tudo certo…

    Quanto ao vídeo, eu quero ver!! Adorava o Sala de Emergências do Discovery. 🙂

    Cuide-se!

  7. luizao on December 11, 2006 10:33 am

    Estimo saúde e pronto restabelecimento. Não podemos ficar sem você. Eu, pelo menos.

  8. Norbs on December 11, 2006 2:34 pm

    Legs, legs !!
    Cuide bem de sua recuperação, e continue seu ritmo…
    Grande Bjökinha.

  9. Alexandre on December 11, 2006 3:30 pm

    É isso aí! Vida nova e bola pra frente que o gol da vazio.
    1000 Beijos!

  10. Nilson Barcelli on December 11, 2006 4:35 pm

    Puxa… eu não sabia nada… se eu soubesse até ia à missa por sua causa.
    Mas já vejo que a recuperação está a ser boa, de contrário nem sequer escrevia no blogue.
    Já tratou do passaporte?
    Recupere bem.
    Beijos.

  11. Guto e Mônica on December 11, 2006 5:57 pm

    Muito legal o jeito como você escreveu sobre tudo isso, Sandra. Estamos super felizes porque tudo correu bem. E torcemos para que o desconforto acabe o mais rápido possível. Beijão do Guto e da Mônica.

  12. marconi leal on December 12, 2006 8:58 pm

    Putz, me contorci todo de dor lendo o teu relato! Acho que só vou parar de ranger os dentes amanhã!

  13. Calliope on December 13, 2006 11:57 am

    Querida! Que bom ter notícias suas, e ver que já está se recuperando. Beijos carinhosos!

  14. j on July 26, 2007 9:22 pm

    ssssssssssssss

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney