“Eis que eu, Sandra Pontes, brasileira, solteira, nascida em 18/08/??, em pleno fumódromo (fora do prédio onde trabalho) da CEF – Caixa Econômica Federal – no site Osasco – vejo um homem. Eu o olho. Ele me olha. Novamente trocamos olhares…

– Paulo(*), acho que eu conheço aquele cara…
– Qual?
– Aquele ali (apontando as costas).
– Sei. Bem que eu reparei que ele ficou olhandooo (com 3 “o”) para você…
– Parece o Helder…
– Quem?
– O Helder da Rocha. Um blogueiro.
– Blogueiro? (Ele me lê, mas não conhece os jargões da blogosfera).
– É. Ele tem um blog. Igual o meu.
– Hhhhaaammm…
Acompanho a entrada do cara. Estranho que ele COLOCA os óculos escuros para ENTRAR no prédio.

Fico cismada. A semelhança é muito grande. Acesso “Viajando nas Palavras”, mas o link para o flickr está bloqueado.
– Paulo. Vê se é ele… (Olhando a foto pequena, no blog mesmo).
– Parece…
– Acho que é…
– Ué, vai lá perguntar.
– Eu não! Se a gente se cruzar de novo eu pergunto.

Num acaso, o encontro ocorre no corredor que liga uma sala a outra. Eu, buscando café. Ele, conversando no celular. Não resisto.

– Helder??? (Quase sussurrado, para não atrapalhar a ligação).

A resposta veio num aceno contundente! Sim!

Aponto minha sala. Outro aceno. Lá vou eu com o copo de café, da copa direto para a minha mesa.

Bingo! Posso ser péssima em guardar nomes, mas em imagens sou campeã. Se algo me interessa sou capaz de descrever o que esse “algo” estava vestindo. O que não foi o caso, pois se tratou de identificar um amigo “virtual”. Ok, ok. Eu o conheci na festa da Johnnie Walker. Ele e o caderninho de capa preta, onde anotou meu nome e meu blog. Novo encontro no Pinheirinho, alguns meses atrás. Mas ele brincou mais com o Léo do que conversou comigo… Encontros, mesmo, somente no Bloglines e nas caixas de comentários.

Conversamos algumas vezes nos corredores, durante a semana. Ensino onde ele pode ou não estacionar. Por causa das chuvas, ocorreram alagamentos na rua da CEF e alguns carros tiveram PT decretada.

Marcamos e não marcamos um almoço. Um dia. Ele fica “perdido” por aqui até janeiro. Eu vou ficando. Até mudarem o pessoal para um novo prédio, em Santo Amaro. Do outro lado do mundo!!!

Mas fica aquela sensação: a gente lê, lê e só conhece um lado da vida. Helder, para mim, era completamente teatro. E, de repente, vira um analista de sistemas.

Eita mundinho pequeno!”


(*)
Amigão! Ainda vou fazer um post sobre ele e o Otávio!


Autoria:
Sandra Pontes


®
TEXTO REGISTRADO NA BIBLIOTECA NACIONAL. PROIBIDA REPRODUÇÃO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO. SUJEITO ÀS PENALIDADES PREVISTAS NA LEI 9.610/98 DE DIREITOS AUTORAIS.
PLÁGIO É CRIME! E OS TEXTOS CONSTANTES NA INTERNET POSSUEM UM AUTOR. PENSE NISSO ANTES DE USAR O COPIAR/COLAR.



Posts Recentes:


Comments


This entry was posted on Sunday, December 17th, 2006 at 5:25 pm and is filed under Bugs de Blogs. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

7 Corajosos!!!


  1. Dourado on December 17, 2006 9:42 pm

    Já tive dois encontros destes. Não com o Hélder.
    Com a Bel e (post)eriormente Joyce. Já fui até na casa da Joyce Gonçalves.
    Nem um de nós três somos analistas de sistemas.

  2. Yvonne on December 18, 2006 8:28 am

    Sandra, o mundo é pequeno demais para quem tem amigos, não? Beijocas

  3. Anna on December 18, 2006 2:01 pm

    Esse mundo é uma ervilha!!!
    Sábado encontrei, na fila do supermercado, um amigo que conheci numa viagem há uma década atrás … sério mesmo, 10 anos sem ter notícias, sem saber se estava vivo ainda, e de repente, ele me cutuca na fila do caixa, eu quase virei uma bofetada nele até que consegui ver quem era antes de descer a mão na cara dele! Sorte a dele que eu estava com as mãos ocupadas segurando a cestinha…
    Quem sabe um dia a gente não se esbarra tb, né Sandra?
    Beijo

  4. Milton Ribeiro on December 18, 2006 5:40 pm

    Caramba! Qualquer dia a gente se cruza.

    (Provavelmente, tu terás que falar comigo. Eu estou sempre viajando… Sou meio boca aberta mesmo!)

    Beijo.

  5. Juliano on December 18, 2006 6:56 pm

    Mundo pequeno? Torça pra ele ficar cada vez menor…

    Daí dois mil quilômetros se transformam em alguns metros…

    Beijão!

  6. Helder on December 18, 2006 9:35 pm

    Hahahahahaha… eu coloquei os óculos para entrar no prédio? Nossa… é a prova de que era eu mesmo. Eu devia estar muito distraído. Eu passei por você e fiquei na mesma dúvida; passei por você e continuei pensando. O resto do caminho deve ter sido no piloto automático . Nessas horas em que sonho acordado, colocar óculos escuros ao sair de um lugar claro para um escuro pode ser uma coisa normal :-S

    Mas o almoço não seria uma má idéia. Não precisamos esperar até janeiro.

  7. marconi leal on December 19, 2006 3:08 pm

    Ontem mesmo Patrícia encontrou uma amiga de Porto Alegre que estava de passagem por São Paulo, um dia apenas. Se econtraram no Shopping Ibirapuera. No mesmo lugar, mesmes atrás, encontrei um conhecido do Recife. Isso que dá morar em cidade pequena, que so tem dez milhões de habitantes…

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney