cryingGirl_3.jpg

Edvard Munch – Crying Girl, 1907 – Oil on canvas

Às vezes a gente não sabe por que escrever.
Para quem escrever…
Acha ruim quando nos copiam, quando nos imitam.
Fica irritada(o) quando vê perfil falso no Orkut, o sangue sobe… O gênio forte sobrepõe a razão.
Acha ruim quando não há comentário na caixa…

Então chega um comentário… Pequeno. Simples. Que enche seus olhos de lágrimas e faz você perceber que, mais do que tudo o que te fazem de mal, mais vale essa frase de agradecimento, que nunca sonhou receber. Isso supera qualquer elogio…

Qualquer raiva momentânea, qualquer dúvida se torna nula ao ver que suas palavras podem alentar alguém, distrair, divertir e fazer com que a dor seja enganada, por poucos momentos.

E perceber que a raiva que sente tão intensamente, é tão medíocre.

Esse é o verdadeiro motivo para escrever… O resto, não tem importância.

Hoje encontrei essa palavra no diagnóstico de minha mãe. Fui pesquisar e encontrei seu poema. Achei lindo. Obrigada.

Beijos, querida.


Autoria:
Sandra Pontes



Posts Recentes:


Comments


This entry was posted on Monday, May 14th, 2007 at 9:59 pm and is filed under À parte, Bugs de Blogs. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

3 Corajosos!!!


  1. Kith on May 14, 2007 10:48 pm

    Voltando, mas não muito!
    Pai e filha doentes, eu de enfermeira…
    Mas sempre vou procurar um tempinho prá ler seu blog.
    Beijos

  2. Anna on May 15, 2007 11:49 am

    Há compensações para tudo, meu bem.
    E essa é uma grande compensação!
    Saiba que vc é muito importante pra mim.
    Beijo

  3. Juliano on May 15, 2007 7:03 pm

    Daí a nobreza da escrita – e dos bons escribas.

    Um abraço!

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney