“Você ganha forças, coragem e confiança a cada experiência
em que você enfrenta o medo. Você tem que fazer
exatamente aquilo que acha que não consegue.”
Eleanor Roosevelt
Fobia (By Houaiss) 

– Medo exagerado.
– Falta de tolerância; aversão.
– Psicopatologia: estado de angústia, impossível de ser dominado, que se traduz por violenta reação de evitamento e que sobrevém de modo relativamente persistente, quando certos objetos, tipos de objeto ou situações se fazem presentes, imaginados ou mencionados.

Diferenças entre Medo Patológico e o Real:

– Não ter razão objetiva;
– Não tem base na realidade concreta;
– O próprio paciente sabe ser absurdo o que sente;
– Provoca uma aflição (ansiedade) desmedida e
– É acompanhado de sintomas físicos (falta de ar, sudorese, etc.).

Como o Corpo Reage aos Medos – Reais ou Não

1. Cérebro: as estruturas responsáveis por iniciar a reação a estímulos amedrontadores são as amídalas cerebrais, localizadas na região das têmporas. Elas enviam um sinal ao hipotálamo, região de controle do metabolismo, para que seja intensificada a produção de adrenalina, noradrenalina e acetilcolina. Em uma fração de segundo, a descarga dessas substâncias causa alterações no funcionamento de diversas partes do corpo;

2. Olhos: a química do medo faz com que as pupilas se dilatem. Isso diminui a capacidade de a pessoa reparar nos detalhes que a cercam, mas aumenta o poder de visão geral. Em tempos ancestrais, esse recurso permitia que o homem identificasse no escuro das cavernas um predador e as possíveis rotas de fuga;

3. Coração e pulmões: o aumento do nível de adrenalina eleva os batimentos cardíacos. A maior irrigação sanguínea faz com que cérebro e músculos trabalhem mais intensamente, deixando a pessoa alerta e ágil. O fato de o coração bater acelerado exige maior oxigenação ­ daí por que a respiração se torna mais curta, ofegante;

4. Estômago: muitas pessoas, em situações de medo, sentem dor na região estomacal devido ao aumento na produção de acetilcolina. A liberação em maior quantidade de sucos gástricos acelera a digestão e a transformação dos alimentos em energia.

A Personalidade do Fóbico

Recentemente pode-se suspeitar que os fóbicos, de maneira geral, tendem a apresentar alguns traços de personalidade em comum. Normalmente, são pessoas que tiveram uma educação rígida, estimuladora da ordem, da conseqüência e do compromisso.
Normalmente são pessoas excessivamente preocupadas com o julgamento alheio, com a opinião dos outros a seu respeito, são perfeccionistas e determinados. Com essas características os portadores de fobia costumam ter alto senso de responsabilidade, bom desempenho profissional e avidez pelos desafios da vida social.
Mas a origem da fobia ainda é misteriosa, concorrendo para tal, desde a herança genética dos traços ansiosos da personalidade, até a aprendizagem das reações diante do perigo, passando pelas alterações dos neurotransmissores.
Geneticamente já se sabe que os filhos de pais fóbicos têm 15% de possibilidade de perpetuar o comportamento na idade adulta. A medicina sabe também que, entre as pessoas com traços de timidez na personalidade, 2% vai desenvolver Fobia Social no decorrer da vida.

Tratamentos

Tipo: Terapia comportamental
Indicação: Fobias em geral
Como funciona: A técnica básica consiste em expor gradualmente o paciente à situação que lhe causa medo, a fim de que possa superá-lo. Quem não consegue dirigir, por exemplo, começa o tratamento com sessões nas quais apenas dá partidas no carro. O passo seguinte é estimular a pessoa a dar algumas voltas pelas redondezas de sua casa. As distâncias dos passeios vão aumentando progressivamente, até que ela se sinta segura para guiar numa estrada.

Tipo: Terapia cognitiva
Indicação: Fobia social, medos em geral
Como funciona: O paciente é levado a analisar racionalmente seus medos, comparando os dados da realidade com suas idéias pessimistas. Uma pessoa que teme falar com seus superiores no trabalho é questionada sobre se realmente há motivos para tanto. O terapeuta pode perguntar a ela se já foi ridicularizada, humilhada, criticada em público etc. A partir das respostas, que geralmente são negativas, ela vai descobrindo como sua patologia não tem razão de ser. Depois de algum tempo, o paciente é estimulado a enfrentar as situações que lhe dão angústia, de forma semelhante ao que acontece na terapia comportamental.

Fobias Íntimas

São três:

* A primeira, passo mal só de brincarem de tampar meu rosto, dentro de um elevador cheio ou em um túnel. Como moro em prédio precisei de uma boa dose de paciência e respiração nos primeiros meses. O medo só me “pega” agora quando o elevador está cheio (Claustrofobia: aversão e medo mórbido irracional, desproporcional, persistente e repugnante a lugares fechados ou de tamanho reduzido).

* A segunda é daquele bichinho marrom que vive em esgoto e à vezes voa. Esse medo gera pesadelos onde geralmente acordo gritando e me que fazem vasculhar o quarto todo antes de voltar a dormir com certa tranqüilidade (como não achei exatamente sobre essa coisa nojenta, vai esse mesmo: Entomofobia = aversão e medo aos insetos).

* A terceira e última me dá falta de ar e dor no peito quando me imagino na situação (provavelmente ligada à primeira): Tafofobia = aversão e medo de ser sepultado vivo.

Glossário de Fobias

Neste glossário, há fobias tão estanhas que não há como “passar em branco”:

*Anuptafobia = aversão de vir a ficar solteiro.
*Bogyfobia = de duendes ou espantalhos.
*Cherofobia = aversão à felicidade.
*Dimorfobia = aversão a ter o pênis pequeno.
*Erotofobia = aversão ao ato sexual.
*Gefidrofobia = aversão de atravessar pontes (e NÃO de pessoas com sobrenome Pontes, ok?).
*Hipegiafobia = aversão da responsabilidade.
*Novercafobia ou Pentherafobia = aversão à sogra.
*Ophofobia = aversão de aprender.
*Optofobia = aversão de abrir os olhos.
*Parthenofobia = aversão às virgens ou moças muito jovens.
*Philemafobia= aversão de beijar.
*Phronemofobia = aversão de pensar.
*Politicofobia = aos políticos.
*Pupafobia = de bonecos desengonçados.
*Rhytifobia = aversão de ter rugas.
*Taurofobia = aversão de touro e de seus chifres.

Fobias que não quero desenvolver:

*Arrenofobia = aversão ao sexo masculino;
*Logizomecanofobia ou Cyberfobia = aversão dos computadores ou trabalhar com eles;
*Chrematofobia = aversão ao dinheiro.

E você? É fóbico?

::: Fontes:
::: http://www.psicologia.org.br/internacional/gloss.htm#toc
::: http://gballone.sites.uol.com.br/voce/medos.html



Posts Recentes:


Comments


This entry was posted on Friday, January 20th, 2006 at 6:50 pm and is filed under Minha Opinião (ou Minhas "Achices"). You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

73 Corajosos!!!


  1. Flávia Rocha on May 5, 2010 3:31 pm

    Pois é, amigos venho aqui falar do mesmo problema de todos vcs. há uns dois anos eu venho gradualmente desenvolvendo o medo de engasgar, mas até o ultimo dia 27 de abril de 2010 eu comia perfeitamente. foi então que tive uma crise noturna NO DIA 27/04/10 com falta de ar, tonteira e sensação de sufocamento. desse dia em diante desenvolvi a fobia alimentar. no principio nem agua bebia e vivia cuspindo saliva pra não engolir. emagreci 8 kg em 5 dias. fui a varios medicos e piscologos. hj bebo agua já, agua de coco pra alimentar, tomo os remedios, mas ainda enfrento o medo de aliemntos solidos. to tomando dois anitdepressivos: rivotril e pondera. eles me aliviaram a falta de ar, mas o medo de comer ainda existe. fui na otorrino ela disse q tá tudo bem, só mesmo a musculatura da garganta afrouxou um pouco porque num to mastigando e engolindo. mas que eu posso comer devagar e mastigar bem e engoli. eu tb resolvi lutar, pq sei q se não comer vou morrer de anorexia. então, entre os dois é melhor arriscar comer. então, aos poucos como uns pedaços de biscoito, de sopa. mastigo bem e forço pra engolir. pq se não comer vou morrer e quero viver. então, gente. vamos superar nossa mente. antes dominavamos, pq agora mudou? é dificil o tratamento pq a familia briga com vc e num te dá apoio, mas confiemos em nós mesmos. os medicos já me disseram q num tem perigo de engasgar não. e se todo mundo come, porque nós tb num podemos? já vi gente engoli um pão inteiro. então, gente. vamos vencer.

  2. Sandra on May 13, 2010 8:51 pm

    Este post foi um dos poucos que não travei os comentários, mas a partir do momento em que o espaço aqui se torna “pregação de Igreja”, sinto-me totalmente livre para bloquear, deletar, banir esse tipo de atitude… Comente, mas sem apologias ou fanatismos.

    Obrigada.

  3. Steffany on June 20, 2010 9:20 pm

    eu tenho medo de rotar de ano pois o ano passado eu rodei,
    e tbm tenho medo de comer qualquer coias, e isso acaba me deixanso com fome e acabo comento
    mais depois ,eu vejo que eu comi demias
    e comeso achorar ;/
    3 meses na semana eu vo demnha na escola ;/ pra aprender matematica pois nao consigo aprender e sempre demnha eu me lembro disso e nao vo consiguir passar, e comeso achoar,
    me acho feio, quero ser muit magra
    eu nao so gorta peso 53 kilos
    meus pais nao sabem disso eu esto cansada de ficar sofrento e quero ajuta ;/

  4. Cristiane on July 8, 2010 8:21 pm

    Olá gente há algum tempo venho sofrendo com esse medo, quando penso em comer já me vem logo a senseção se ter que vencer mais uma batalha, ao engolir alimentos sólidos tenho a sensação de que o alimentos ficou preso em minha garganta e me vem o desespero de não conseguir engolir… está com pouco tempo, mas tenho medo que esse problema se agrave!
    por favor, se alguém já conseguiu superar esse medo ou queira conversar meu msn é:
    cristianedinizdelima_jesus@hotmail.com

  5. Vania on August 13, 2010 1:56 pm

    Faz alguns meses que tenho sofrido com isso não são todas as refeições graças a Deus,mas quando me dá uma cada garfada é um desespero sinto que a minha gargata está fechada e ñ consigo engolir de jeito nenhum é desesperador então começo a tussir até a expulsar a comida de lá.
    Tenho relutando a tempo consultar um especialista,pois tenho outros sintomas de fobia além desse mas vejo lendo outros depoimentos que é mt necessário para a curase tratar mesmo sabendo que é da minha própria cabeça sozinha não consigo.

  6. marcio on November 22, 2010 8:39 pm

    olá eu preencho todos akeles requisitos da personalidade de um fobico, tbm fico com dificuldade de engolir ate a saliva e a lingua fica querendo entrar pra gargata , ai passo a mao no rosto e da uma melhorada..estou desesperado quem devo procurar para tratar isso?

  7. Chiaila on December 9, 2010 7:18 pm

    Olá pessoal!!!
    Tb tenho mta dificuldade de engolir. Estou a 1:15h tentando comer um sanduíche. Não “desce”, tenho que ir cuspindo fora. É horrível, estou desesperada!!! Já tomei medicamento para ansiedade, ajudou bastante. Mas agora estou sem remédios e não quero voltar a tomar. Tenho acompanhado os depoimentos a alguns meses… Gostaria de saber se alguém já melhorou. E se a resposta for sim, por favor, diga-nos o que ajudou.
    Abraços

  8. kelly França on January 7, 2011 9:12 am

    Tem 8 anos que adquiri medo de comer comida sólidas. Vivo de líquidos. Já tentei de tudo.Mas cada dia estou mais magra. Eu pesava 60 kq, agora to com 40.O pior que sou alta tenho 1.73. Já n sei mais o que fazer!
    Se alguém curou, me ajudem!Anotei alguns MSN, vou add, para conversarmos ok!
    Obrigada.Sou de BH/MG

  9. Ariane on January 9, 2011 10:24 pm

    Ola Pessoal .

    A quase um ano comecei a acordar de magrugada sem respirar,desesperada com a garganta e amidala seca e muito assutada como se estivesse engasgando,chego a acordar meu marido com sinais de que estou morrendo, e apartir desses acontecimentos comecei a travar na hora de engolir, pico as carnes como devagar mas nada adianta, hj fui almoçar fora e descobri que não posso mais sair de casa para restaurantes pois entro em desespero, pois tudo que mastiguei não consegui engolir e acabei tirando da boco com um papael na frente de todos que situação horrivel … sai de lá mega triste !
    Não consigo mais comer não sei o que vou fazer já fiz varios exames e estou tomando remémedio para ansiedade e calmantes mas não esta adiantando.
    Se alguem puder me orientar ou alguem que já esteja em tratamento me ajude isso esta acabando comigo
    segue meu e-mail arianeangelicacaffeo@hotmail.com

  10. kelly França on January 10, 2011 8:33 am

    PESSOAL, MANDEI MGS PARA MUITAS PESSOAS QUE TEM O MESMO PROBLEMA MEU, ADD NO MEU MSN, MAS NINGUÉM ACEITOU?
    PQ? TENHO O MESSO PROBLEMA QUE TODOS.
    MEU MSN É JANICE_HAPPY@HOTMAIL.COM
    ME ADD PARA CONVERSARMOS!

    UM ABRAÇO

  11. Cassiele on January 14, 2011 10:44 am

    Gente, fiquei muito surpresa ao ver que não sou só eu que tenho esse problema. Não gosto muito de falar, mas já que li muitos posts aqui, e sei que muita gente precisa de ajuda, vou falar. Não é impossível ser curado não, eu tive esse problema no ano passado, estava numa janta e acabei me afogando ao tomar coca-cola, fiquei em torno de 30 segundos sem respirar, até que a coca resolveu descer pelo lugar certo. Naquela noite eu quase não consegui dormir, foi horrível. Nos outros dias eu parecia normal, até que fui ficando com medo de tornar a me afogar e uma semana depois eu tinha que cuspir a saliva porque não tinha jeito de engolir. Não saia de casa, não tomava nada e muito menos comia. Só lá de vez em quando enquanto estava SUPER distraída; e assim fiquei por quase 3 meses eu acho.. Até que eu comecei a esquecer e ME CUREI. É o primeiro post que fala em cura, não? fiquei quase 1 ano bem, comia tanto que engordei horrores, só que agora, no comecinho de 2011 tá voltando, porque eu me engasguei novamente, por falta de mastigação dos alimentos. Ou seja, todo mundo tem a capacidade de se curar sim, só apos isso acontecer, é só ter cuidados normais com a comida, sem ficar pensando que ela vai te matar ou vai acontecer algo muito ruim. Tente ficar perto de alguém que você gosta muito, eu por exemplo, quando estou com o meu namorado, engulo até um pão inteiro (como foi dito ali em cima), haha. Quando eu melhorar de novo, volto aqui pra dizer mais uma vez que fui vitoriosa, e incentivar vocês, afinal qualquer um pode ser também. Se quiserem conversar, meu email é: cassy_sm@hotmail.com. Beeijos e melhoras pra todo mundo! 😀

  12. Victoria on March 14, 2011 11:21 pm

    Gente, tbm tenho essa dificultade de engolir os alimentos. É terrivel ja tenho isso ha varios anos
    vou adcionar alguns msn
    pon_cho_g@hotmail.com

  13. fernando on May 17, 2011 6:16 pm

    minha esposa está há 30 dias sem comer, pois não consegue engolir. só toma caldo e sucos, mas muito pouco, já está muito magra.
    Todos os exames deram normal. levei ele no psicoterapeuta e ele a medicou mas não resolveu muito. ela ainda engasga.

    Qualquer informação, ficarei muito grato.

  14. Salomoa on May 22, 2011 11:28 pm

    Bem gente .

    è a primeira vez que vejo tanta gente com problemas semelhantes ao meu de engolir. Me sinto privilegiado pois alem de medo de engolir alimentos solidos, tenho medo de viajar ( não passo de 10 km de minha casa) medo tb de ir a médicos , exames de sangue, de altura. Enfim, fiz alguns tratamentos mas como fali financeiramente voltou tudo cada vez mais pior.
    Segue meu msn salofuz@hotmail.com , gostaria de ter contatos com pessoas que estão sofrendo esse pânicos, agradeço, sou de salvador bahia, obrigado

  15. ana on June 5, 2011 1:24 pm

    oi, não consigo mais trabalhar na minha profissão, sempre aparece oportunidades pra mim engressar novamente, mas dai eu começo a ter pesadelos e acordo com taccardia, to sofrendo pois é a profissão q eu queria(instrumentadora de cirurgia cardiaca)fui vitima de assedio moral .qualquer informação ficarei muito grata.

  16. Edmundo on October 3, 2011 8:17 pm

    Também possuo uma “fobia”.
    Tenho “entomofobia” que é o medo de insetos, a maioria deles me provocam pavor e desespero, principalmente insetos voadores e ainda mais “besouros” esse por causa de um trauma de infância…
    AS características de um fóbico batem com as minhas, pois fui criado com uma educação rígida e procuro ter sempre muita responsabilidade hehe!

  17. João Gabriel on December 20, 2011 1:05 am

    Pessoal,
    Provavelmente sou o que tem esse medo há mais tempo… 18 anos .. (hoje tenho 29 anos de idade).. mas acho que isso aconteceu, pois ao invés de encarar o medo de frente e lutar contra ele, busquei uma espécie de “muleta”. Assim, quando estou de “muletas”, como perfeitamente, mas basta largá-las, para assim como a maioria aqui ser incapaz de beber um copo dágua. Concordo com todos que é uma situação muito chata, inconveniente, mas só nós podemos superar…Pensando em nosso amigo Rafael Lopes , que disse que pagaria qualquer coisa por uma Picanha, proponho-me a ensinar meu segredo, que na verdade nada mais é do que um truque para enganar nosso medo.E funciona mesmo.. Ah .. e é totalmente grátis!
    é só me add jonngabriel@hotmail.com

  18. Angela on February 1, 2012 10:45 pm

    Estou a 5 anos com fobia alimentar, me afoguei com um pedacinho de pão, fiquei sem respirar e achei que era o fim. Após este dia nunca mais comi normalmente, exceto qd estou distraida. Nos primeiros meses não conseguia comer solidos, até o aniconcepcional eu mastigava bem, hoje eu tenho momentos em que como sem crise e momentos em que mastigo muito. Noto que qd estou no meio de muita gente tenho mais dificuldades. Gostei muito desse blog, pois vi que não sou a unica a ter esta fobia. Vou procurar ajuda psicologica… boa sorte a todos nós

  19. rosinalva on February 21, 2012 10:57 pm

    Olha só,engoli uma azeitona verde com caroço a um ano atrás de lá pra cá não consigo comer nada com fragmentos pretos passo horas tirando tudo do prato,as vezes tento engolir mas passo mal me dar falta de ar se for um alimento todo preto tipo café, feijão preto eu como ,mas não consigo comer nada de outra cor que tenha alguma coisa preta tipo uma banana com cimentes ,queria entender o meu problema

  20. nakton on May 17, 2013 8:23 am

    eu tbm estou assim com medo de comer gostaria que alguem .. me adc no face nakton.paca (nakton Lucas ) pra me ajudar

  21. Joseane on February 9, 2014 1:31 pm

    Ola, tb tenho muito medo de comer e engasgar passo 24 horas com o pensamento na garganta, nao consigo engolir sinto que minha garganta vai dar um bolo um no e quando vou engolir sinto que minha garganta trava sinto isso ate quando tomo liquidos,nao aguento mais isso.
    O QUE FAZER??????

  22. Daniella on February 10, 2014 9:23 pm

    É impressionante como imaginamos que só nós temos problemas. Eu estou enfrentando problemas para engolir a mais ou menos seis meses e já perdi 5 quilos. Hoje tenho 39kg e venho trazendo preocupações a toda a família. Eu tento comer, mas não consigo. Só consigo engolir coisas líquidas e sólido com muita dificuldade. Tenho que mastigar até o alimento virar água…Isso me deixa muito frágil. Iniciei tratamento com psicólogo, nutricionista e homeopata. Ainda não tive nenhum progresso, mas tenho esperanças de ter. Minha psicóloga diz que é um processo lento, mas que depende de minha força de vontade…Embora a minha esperança vez ou outra vá embora,
    eu continuo tentando. Tenho a ajuda de minha família que luta junto comigo. Mas é bem difícil… Alguém já passou por isso e se curou?

  23. juliano on September 30, 2014 8:37 am

    Olá! Infelizmente eu também sofro com fobias desde criança. Eu sei que é algo aparentemente exagerado, mas não consigo me livrar. Tenho “PAVOR” de mariposas, grilos e gafanhotos. Ontem mesmo eu fiquei paralisado quando fui a um posto de saúde e entrou uma mariposa enorme “daquelas pretas” e as agentes de saúde se apavoraram com ela. Aí tudo bem, elas são mulheres e não fica tão vergonhoso, mas eu fiquei imóvel, só mexendo com os olhos para ver onde a mariposa voava. Me deu uma suadeira e uma queimação no estômago quando ela chegou perto de mim, mas graças a Deus, uma outra funcionária tirou ela dali e soltou ela na rua. O grande problema de nós fóbicos é que não conseguimos nos livrar disso e quem vê não entende e se diverte com a situação. Já cheguei a andar de carro com os vidros todos fechados, com um sol escaldante, porque do lado de fora da porta tinha um grilo, e eu temia que ele entrasse e eu batesse o carro. Mesmo em velocidade alta, o bicho não saiu dali e no retorno ele continuou no mesmo lugar. No outro dia, fiz uma “vistoria” no carro e como não tinha nada, pude abrir os vidros. Quero largar dessa fobia por insetos, mas já tenho quarenta anos, então nota-se que é bem difícil. Muitos escreveram que tem fobia por engolir algo, então não se preocupem, pois o meu caso é bem mais complicado, no meu ponto de vista.
    Um abraço!

Nome (requerido)

Email (Segredinho nosso)

Site ou blog

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Deixe seu recado (que pode ser devidamente editado, ignorado, respondido, deletado... Depende do meu humor!)

"A vontade pode e deve ser um motivo de orgulho superior ao talento." Balzac

"Quem atinge o seu ideal, ultrapassa-o precisamente por isso." Friedrich Nietzsche

"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." Bernard Shaw

"Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los." Walt Disney